ARTIGOS

ARTIGOS
ANÁLISE DO FILME DR. ESTRANHO 2 NO MULTIVERSO DA LOUCURA (com spoiler)

ANÁLISE DO FILME DR. ESTRANHO 2: NO MULTIVERSO DA LOUCURA (com spoiler)

Em Dr. Estranho 2: No Multiverso Da Loucura muitas pessoas se decepcionaram pois esperavam uma coisa e não veio, mas para ser honesto, o filme foi baseado em 3 personagens principais: Dr. Estranho, Wanda, America Chavez.

Em Dr. Estranho 2: No Multiverso Da Loucura muitas pessoas se decepcionaram pois esperavam uma coisa e não veio, mas para ser honesto, o filme foi baseado em 3 personagens principais: Dr. Estranho, Wanda, America Chavez.

E ambos tiveram arcos importantes no filme.

DOUTOR ESTRANHO

Muita gente acha que o Dr. Estranho não teve protagonismo, mas o Dr. Estranho teve um dos melhores arcos no filme, todo mundo sabe que ele é muito arrogante, prepotente, ele acha que sabe tudo, ele quer fazer tudo do jeito dele, ele é um personagem que em teoria não tem muita empatia, e ele descobriu que uma das maiores ameaças da maiorias dos universos é sempre ele, porque ele é sempre muito arrogante e acaba com o universo, e a maior lição que o Dr. Estranho nesse filme foi perceber que ele sempre estraga tudo tentando pegar o poder para ele, e é essa lição que ele aprende para encorajar a America Chavez no final. E é ela que salva tudo, mas apesar de ter aprendido a lição, é um pouco triste que o destino do Strange em praticamente todos os universos é não ganhar um final feliz.

AMERICA CHAVEZ

Já o arco da America é um pouco mais simples, ela perdeu as mães dela abrindo um portal dimensional sem querer quando era criança, e de lá em diante ela vive pelo multiverso, vagando, oque não deve ser difícil, já que na maioria dos universos a comida é gratuita, nós quadrinhos a história da America Chavez é assim, ela veio da dimensão “paralelo utópico” uma espécie de paraíso que existe fora do espaço tempo, a dimensão dela não fica dentro do multiverso, é por isso que não tem versões diferentes dela no multiverso, isso o filme adaptou bem. E nós quadrinhos a Miss America teve que fugir da dimensão de origem dela porque queriam explorar os poderes dela. E sim a Miss America é muito mais poderosa do que está no filme, até porque no filme ela acabou de descobrir os poderes, ela ainda está aprendendo a controlar. Nós quadrinhos ela voa, tem super velocidade, super força, aquele pacote completo que os super pesados têm, os super-heróis comuns têm. Ela é tão forte que já chegou a destruir um buraco negro no soco, é questão de tempo só pra ela entender os poderes mágicos que ela têm e controlar melhor, eu acho que isso vai acontecer eventualmente.

PLOT TWIST

No filme a vilã acaba sendo a Wanda/Feiticeira Escarlate pois ela acaba se corrompendo com Darkhold/Livro dos condenados, é um livro místico que possui conhecimento infinito e vem da dimensão do inferno. E a Wanda quer ir para um universo onde ela possa ficar com os filhos dela, e para isso ela precisava do poder da Miss America, então ela teria que mata-lá para conseguir tomar esse poder para si, porém o Dr. Estranho e a America tentam detê-la, e no final do filme a America cria um portal dimensional e manda a Wanda para uma das dimensões que ela visitou com uma das magias do Darkhold, e lá ela vê que ela é vista como uma bruxa má, e percebe que eles serão bem cuidados pela Wanda daquele universo, e então ela destrói todas as escrituras do Darkhold.

PÓS-CREDITOS

Na cena pós-creditos a mulher que aparece falando que o Dr. Estranho causou uma incursão, é a Cléa, nós quadrinhos a Cléa é a principal parceira romântica do Dr. Estranho, não é a Cristine, até por isso usaram a Cristine no UCM mais como uma lição pro Dr. Estranho para mostrar pra ele que independente dos universos ele está destinado a não ficar com a Cristine, então foi usado mais de uma forma ilustrativa, ele na verdade é a maior ameaça ao universo em todas as realidades, o motivo dele ser o perigo pro universo é o mesmo motivo dele não ficar com a Cristine no final, esse é o conceito que o What if já vem apresentando, O Strange não podia ficar com a Cristine de jeito nenhum, e aquele era um destino dele, não importa o tanto que ele tenta-se mudar, e ele tentou tanto que destruiu toda a realidade assim, dessa forma, e em Multiverso da Loucura a gente viu isso em todos os multiversos que o Strange visitou, é por isso que agora introduziram a mulher que o Strange vai conseguir ficar no final, que é a Cléa, essa sim vai ser o par romântico dele, ela parece uma humana mas não é humana, ela é uma híbrida, a origem dela é de uma raça chamada faltine, a mesma raça do Dormammu, sim ela é parente do Dormammu, é filha da irmã dele, ou seja, ela é sobrinha do Dormammu, a dimensão negra é a casa dela, por isso ela simplesmente fez um corte na realidade e abriu uma passagem para a dimensão negra do Dormammu no pós-creditos, quem lembra do primeiro Dr. Estranho sabe como foi uma coisa proibida, uma coisa super secreta, que deu muito trabalho, não era uma coisa fácil abrir uma passagem pra dimensão do Dormammu, a Cléa só faz isso sem problema porque ela é praticamente uma entidade, e ela vem de lá, então já pode imaginar o quanto ela é poderosa, e como ela pode dar um final feliz melhor pro Doutor Estranho, que tá sempre infeliz, nunca consegue oque ele quer, agora incursão é uma coisa um pouco complexa, porque nessa fase nós quadrinhos dos vingadores foi toda escrita pelo Jonathan Hickmann, que é um escritor que gosta de fazer as coisas bem complexas, bem complicadas envolvendo divindade, entidade, espaço tempo, um universo, não é uma coisa fácil de entender, nós quadrinhos as incursões estavam acontecendo por causa que os beyonders, aquela raça que criou o multiverso da marvel, estava desfazendo a criação deles, mas para atrasar eles, o doutor destino(Victor von Doom) começou um plano, ele começou a matar os homens moleculares de cada universo, porque os homens moleculares eram construtos, criados pelos beyonders para anexar cada realidade onde deveriam estar, eram pregos dimensionais basicamente, e quando tira o prego do universo ele fica desaforado, ele colide com outro universo, vai estar tirando algo que deixa o universo preso, parado onde ele está, tirou o prego e ele começa a andar, e como a terra é ponto focal de energia do universo, ela acaba sendo ponto de encontro dos dois universos, quando a Cléa diz que o Doutor Estranho causou uma incursão, ela quer dizer que tem uma outra terra prestes a se chocar com a deles, e assim que isso acontecer os dois universos vão ser destruídos, a única forma de impedir isso de acontecer é destruir o outro universo antes que ele se choque com o seu, os illuminatis tiveram que se reunir nós quadrinhos porque eles tiveram que fazer a escolha mais difícil de todas, aniquilar um universo inteiro para salvar o deles, consegue-se imaginar, heróis matando trilhões, quadrilhões, seja lá quantas vidas inteligentes existam no universo, famílias, amores, inocentes, tudo isso só pra salvar o universo deles, é uma destruição muito maior que um estalo do thanos, moralmente não é uma coisa fácil, por isso os illuminatis são uma organização secreta que se reúnem para fazer o trabalho sujo do mundo, com esse final agora do multiverso da loucura parece que o Doutor Estranho vai precisar reunir os próprios illuminatis dele, para lidar com as incursões, curioso que o Reed Richards do outro universo sabia das incursões, ele falou que o dreamwalk, aquela magia do Darkhold de entrar no corpo da sua variante do multiverso poderia causa uma incursão, então parece que o multiverso do UCM é mais frágil, e vão dar uma justificativa diferente para a causa das incursões, teve uma parte também que o Doutor Estranho entrou dentro de um corpo morto, oque era uma profanação da ordem natural, então com certeza vão mudar muito a causa das incursões, mas ainda assim tem que haver a parte principal, que é tudo morre, essa é a frase principal que o Jonathan Hickmann, o autor da obra, usava nesse arco dos quadrinhos, ou seja, o final dessa história é sim a aniquilação total de todo o multiverso, e o doutor destino criando um plano mirabolante para roubar o poder dos beyonders junto com os homens moleculares e transformar toda a Marvel em um reino medieval onde ele é o imperador, o God Doom, o Deus Destino, e ele faz exatamente isso, ele rouba o poder de todos os beyonders de cada universo pra ele usa o homem molécular para canalizar esse poder para dentro dele, então ele fica muito poderoso, então a fase do Jonathan Hickmann foi uma das melhores sagas dos quadrinhos dos vingadores.

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *