ARTIGOS

ARTIGOS
Batman e Coringa, a psique humana trabalhada no mundo Geek.

Batman e Coringa, a psique humana trabalhada no mundo Geek.

Uma das duplas de herói e vilão mais conhecidas do mundo Geek/Nerd, Batman e Coringa, com o Coringa muitas vezes sendo considerado o melhor vilão dos quadrinhos da DC Comics, afinal, o que torna essa dupla e principalmente o vilão tão adorado pelos fãs dos quadrinhos? Quais fatores tornam esse tipo de personagem tão atrativo?

Uma das duplas de herói e vilão mais conhecidas do mundo Geek/Nerd, Batman e Coringa, com o Coringa muitas vezes sendo considerado o melhor vilão dos quadrinhos da DC Comics, afinal, o que torna essa dupla e principalmente o vilão tão adorado pelos fãs dos quadrinhos? Quais fatores tornam esse tipo de personagem tão atrativo?

Batman

Não é de hoje que podemos pensar que o público tem uma grande preferência por personagens não tão heroicos, ou melhor dizendo em termos mais leigos “bonzinhos”, o que torna muitas vezes o Batman bem mais reconhecido do que o próprio Superman mesmo sem características marcantes como Super força ou até mesmo um laser saindo de seus olhos, e isso se tem ao fato dos atos e a forma de agir do herói, que muitas vezes se assemelha mais a um anti-herói, tendo ações moralmente questionáveis em vários momentos, sempre beirando o bem e o mal, já que ele sempre tenta se manter na linha, nunca deixando-se levar principalmente pelas provocações do seu vilão principal, o Coringa, que sempre tenta formas de fazer o Batman se tornar um “homem mal”, sempre o provocando com o objetivo que o Homem-morcego quebre seus valores e mate ele.

Coringa

O Coringa por outro lado é um dos vilões preferidos dos fãs pelo fato de seus atos na história e da sua forma de agir diante disso, além disso, assim como o Batman, não possuí poderes, apenas uma mente insana, sendo caracterizado principalmente como um palhaço louco, o que torna o vilão tão atrativo se deve ao fato de que ele suprime um desejo interno da nossa psique, a parte mais primitiva dela, que por muitas vezes prefere o “mal” do que o “bem”, uma parte subconsciente do ser humano, controlado por dois outros elementos da psique, tendo em vista que seus atos sempre vão ao lado oposto do moralmente aceitável, indo contra várias leis e principalmente causando distúrbios na sociedade.

Teoria da Personalidade e atração pelos vilões e anti-heróis.

De acordo com a Teoria da Personalidade, de Sigmund Freud, o Ego, o Superego e o ID são as instâncias que formam a psique humana, sendo o Ego algo que surge através da interação humana com a realidade que se encontra e que adequa o ID (Instintos primitivos) a esse ambiente, o ID sendo algo que já nasce com a pessoa, ou seja, suas vontades primitivas, seus impulsos e desejos orgânicos pelo prazer (independente de qual seja a forma), e o Superego é algo que se desenvolve a partir do próprio ego e consiste nos ideais, valores morais e culturais do indivíduo, basicamente aconselhando ao ego o que é moralmente ou não aceito, no assunto anteriormente abordado levamos em conta que a realidade que se encontra dentro dos quadrinhos é algo que sacia nossos anseios primitivos, ou seja, o ID, favorecendo sempre o vilão ou o anti-herói na mente do espectador, já que é algo bem mais comum para o ser humano de nascença, do que por exemplo um herói bom e honesto, um conceito do Batman é que ele muitas vezes se encontra utilizando do Superego, pra nunca fugir da sua moral de não matar, não importa o quanto ele seja pressionado pra isso.

Mesmo com tudo isso, os quadrinhos não afetam a psique humana negativamente por meio desses impulsos, já que tudo tem uma contraparte, o ato dos vilões e anti-heróis de quebrarem padrões ou até leis da sociedade, saciam o nosso ID, porém o ato deles serem punidos após essas sequelas favorece e muito o nosso Superego, tendo em vista de que sempre que fizer algo moralmente inaceitável, sempre haverá uma consequência, formando assim valores morais, tendo em vista que tudo isso pode até ser atrativo, porém é uma realidade vivida apenas quando estamos lendo ou assistindo algo fictício, como os próprios.

O Rap Nerd na cena

Algumas músicas no meio do Rap Nerd abordam muito bem a temática dos dois personagens e principalmente a reação dos fãs demonstram muito o conceito de atração pelos dois personagens e até mesmo de sua psique, como a recente música do Henrique Mendonça (Feat. Akashi Cruz)Rap do Batman (DC COMICS) – O SEU MAIOR MEDO“, que começou já abordando na letra uma característica interessante dos dois personagens e do conceito da história, com o verso “Humanidade baixa, propício a voltar ao instinto animal”, abordando principalmente a temática de que sempre estamos sendo levados pelos nossos instintos e impulsos naturais, muitas vezes sem percebermos ou por vários outros motivos, o Coringa é o próprio exemplo disso, sempre se divertindo com mortes e desespero dos outros e principalmente do próprio Batman, além do Rap se tratar de um quadrinho em que é teorizado que no final, o homem-morcego desiste da sua própria moral (Indo de encontro ao ID falado anteriormente) e mata o Coringa, após tentar convencê-lo a se tratar, com o palhaço se negando e tendo um final aberto.

Fontes:

Artigo de base

Por que você gosta tanto de anti-heróis e vilões e o que eles representam na cultura contemporânea? | by Danilo Novais | NEW ORDER | Medium

Henrique Mendonça Ft. Akashi Cruz

Sigmund Freud – Teoria da Personalidade

Livro sobre: Teorias da personalidade em Freud, Reich e Jung

DC COMICS

Batman : A Piada Mortal

Outras músicas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *